bvbvbv

bvbvbv

kekeço

kekeço

FERNANDINHO

FERNANDINHO
VIAGENS

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Professor é acusado de tentar asfixiar dois alunos dentro da escola em Apodi


Por Josemário Alves / SOS Notícias do RN

Os pais de duas crianças prestaram queixa na Delegacia de Polícia Civil de Apodi, na tarde desta quarta-feira (08/10), contra um professor da Escola Estadual Alvani de Freitas Dias, o CAIC, na periferia da cidade.
Segundo os agentes de polícia civil, o fato se deu por volta das 16h, quando o professor teria, supostamente, tentado agredir os dois estudantes, de 11 e 12 anos, após as crianças terem o apelidado por um nome no qual o educador não gostou. De acordo com as vítimas, o professor de nome preservado tentou asfixiá-los dentro da escola.
Ao tomar conhecimento do caso, o pai de um dos estudantes tentou invadir o colégio para pôr fim na vida do professor. Em apoio ao pai, alguns populares ainda chegaram a apedrejar a escola com paus, pedras e até frutas verdes.
Em contato com a equipe de reportagem do Portal SOS Notícias do RN e Rádio Vale do Apodi, alguns moradores revelaram que esta versão não é verdadeira. Segundo eles, o professor teria apenas apertado o braço de um deles, na tentativa frustrada de colocá-lo para assistir aula. Neste momento, a criança saiu da sala de aula chorando e alegando a agressão por parte do educador, o que causou toda a confusão.
Imagem mostra grande quantidade de pedras na calçada, arremessadas contra a escola
Para conter os ânimos no local e retirar o professor de dentro da escola, foi necessário o apoio de duas viaturas da Polícia Militar.
Ao saber da queixa prestada na delegacia, o Dr. Renato Oliveira, titular da DP de Apodi, informou que irá intimar o acusado para que o mesmo relate a sua versão, e a polícia possa julgar quem realmente é culpado.

"EU PEDI TANTO PARA VOCÊ SAIR DESSA VIDA MEU BEBÊ" DIZ MÃE SOBRE O CORPO DE SEU FILHO HOJE NO TOCANTINS:

Na manhã desta quarta-feira (08) na cidade de Gurupi no Tocantins (245 km de Palmas) um jovem de 19 anos identificado como John Kennedy Dias de Oliveira, conhecido como ‘’grilo’’ foi assassinado a tiros. De acordo com informações o jovem estava na calçada de sua residência quando um homem que estava em um carro modelo VW Voyage de cor preta se aproximou já efetuando vários disparos usando uma pistola ponto 40. O delegado que está investigando o caso afirmou que John Kennedy tem várias passagens pela polícia por envolvimento com o tráfico de drogas e que moradores que estavam presentes no local do crime serão ouvidos para ajudar localizar o autor do homicídio. Segundo alguns familiares da vitima, a suspeita é que o motivo do assassinato tenha sido uma divida com traficantes, pois há relatos que o jovem teria pagado o valor de R$ 300,00 para uma pessoa que o estava ameaçando de morte. A mãe, Dona Solange Dias Nazário ao ver o corpo do filho no chão se desesperou porque segundo ela, ali estava o corpo do seu filho a qual ela tanto lutou para que largasse o mundo das drogas. “Eu pedi tanto para você sair dessa vida meu bebê!” Gritava a mãe sobre o corpo do filho. O caso está sendo investigando.
Naftali Gomes - Repórter Cidades / Plantão Policial
Whatsapp 64-92582398

PISTOLEIROS DO FIAT UNO EXECUTAM A TIROS PORTEIRO DE ESCOLA EM JP

O porteiro de uma escola no bairro de Jaguaribe identificado até agora por " Walter" foi executado a tiros na tarde desta terça-feira (7), em João Pessoa. De acordo com a polícia, ele saiu da escola onde trabalha e quando caminhava pela Rua Aderbal Piragibe, no bairro de Jaguaribe, em direção a uma padaria para comprar pão foi surpreendido por desconhecidos que estavam e um Fiat Uno de cor prata.
Os acusados não disseram nada e, já de armas em punho, foram logo atirando no rapaz que foi alvejado com vários disparos. Os moradores ainda acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para quando a equipe médica chegou e fez os primeiros atendimentos comprovou que o rapaz estava morto. A vítima, que ainda não foi identificada, está trajando camisa vermelha e calça jeans azul.

Paulo Cosme\Washington Luiz Fonte: Bayeuxjovem