bvbvbv

bvbvbv

kekeço

kekeço

FERNANDINHO

FERNANDINHO
VIAGENS

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

O DEJEM REALIZOU NESTA QUARTA FEIRA 12 MAIS UM CULTO AO AR LIVRE COM SOPÃO PARA TODO MUNDO.







Na noite desta quartafeira, o Departamento Jovem de Evangelismo e Missões  da AD JAÇANÃ, realizou mais um culto ao ar livre, desta vez no  Conjunto Flores 1, com a participação do amigo DANDA e seu delicioso sopão, ao termino do culto foi servido o sopão e dezenas de pessoas se alimentaram o quanto podian, muitos levaram para casa.

Jaçanã é uma cidade do interior do RN que assim como tantas outras cidades do Brasil e do mundo tem suas dificuldades, sabemos que muitas pessoas as vezes não tem o que comer na janta, DANDA e o DEJEM encontraram nesta ação soial uma forma de poder pregar o Evangelho e chegar com um alimento quentinho, que é feito enquanto o culto está em andamento.
Aguardem em breve estará sendo anunciado o proximo local.



Edigar Abençoado

FOTOS IMAGENS -Dentista é presa por usar consultório para distribuir armas, diz polícia

sem_titulo
Dentista é presa por usar consultório para distribuir armas, diz polícia

Pistolas, espingardas e drogas eram vendidas para traficantes de Curitiba.
De acordo com a polícia, jovem de 26 anos é ‘manipuladora’.

Do G1 PR
Dentista de Curitiba é suspeita de traficar armas e drogas (Foto: Reprodução/Facebook)Dentista de Curitiba é suspeita de traficar armas e drogas (Foto: Reprodução/Facebook)
A dentista Marina Stresser de Oliveira, de 26 anos, foi presa suspeita de tráfico de drogas e armas em Curitiba. De acordo com a Polícia Civil, o consultório da jovem que fica no bairro Novo Mundo era usado como ponto de distribuição de drogas e armas para traficantes. A dentista foi presa na terça-feira (11), mas o caso só foi divulgado nesta quarta-feira (12). Com ela, a polícia apreendeu várias armas, além de 15,5 quilos de maconha e 1,3 quilo de crack. Além de Marina, um homem de 25 anos, suspeito de participar dos crimes, também foi preso. O G1 tentou contato por telefone com o advogado de Marina. Contudo, ele não foi encontrado para comentar o caso.
De acordo com a polícia, a prisão ocorreu na garagem do consultório da dentista quando ela e o homem detido iriam entregar uma espingarda semiautomática calibre 12 e uma pistola 9 milímetros municiada para uma mulher. Depois, no consultório de Marina, a polícia encontrou 30 balas de fuzil. Já em outras duas casas da dentista, foram apreendidos uma submetralhadora 9 milímetros, uma garrucha calibre 22 e munição de vários calibres, além de 1, 3 quilo de crack, 15,5 quilos de maconha e duas balanças de precisão.
A investigação começou há quatro meses, segundo a delegada Camila Ceconello, da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc). “Começamos as investigações após denúncias anônimas”, explicou a delegada. Segundo Camila, a jovem atendia pacientes no consultório além de usá-lo como um centro de distribuição de drogas. “Os pais dela foram visita-la ontem e nem tinham ideia do envolvimento com o tráfico da filha”, disse a delegada.
Conforme a delegada, Marina é uma pessoa manipuladora. “Ela é fria, manipuladora. Não esboçou reação quando foi presa”, conta. Ainda de acordo com a delegada, quando chegaram à casa em que a dentista morava sozinha, uma arma estava na cama e o restante era guardado em armários.
  • A dentista Marina Stresser de Oliveira, 26 anos, guardava um verdadeiro arsenal de guerra em casa e no seu consultório
A Polícia Civil prendeu em flagrante, na tarde de terça-feira (11), uma dentista de 26 anos suspeita de tráfico de drogas e pela posse de um verdadeiro arsenal dentro de casa. Marina Stresser de Oliveira e seu comparsa, Ronaldo de Souza Araújo, 25 anos, conhecido como “Roni”, foram abordados quando ele chegava ao consultório da dentista, no bairro Xaxim, em Curitiba. No carro do suspeito a polícia encontrou uma espingarda calibre 12 e uma pistola 9 milímetros que seriam entregues para a dentista.
Armada até os dentes
Em revista ao consultório, os policiais encontraram mais 30 munições de fuzil. Já na casa da dentista, também no Xaxim, foram encontrados uma submetralhadora 9 milímetros, um carregador municiado com munições de 9 milímetros, 1, 3 quilos de crack, 2 quilos de maconha e uma balança. Em outra residência mantida pela dentista para guardas as drogas, localizada no bairro Campo do Santana, foram encontrados mais 13,5 quilos de maconha, uma balança de precisão e 4 munições calibre 38. “No total apreendemos uma submetralhadora Calico 9 milímetros, uma espingarda semiautomática calibre 12, L. Franchi, uma pistola 9 milímetros Cherokee com numeração raspada, uma pistola 9 milímetros, Read Warning, uma garrucha calibre 22, 72 munições, sendo 30 munições para fuzil calibre 7.62, 28 munições calibre 9 milímetros e 4 munição calibre 38, 15,5 quilos de maconha, 1,35 quilos de crack e duas balanças de precisão”, afirmou a delegada Camila Ceconello, titular do Núcleo de Curitiba da Denarc
As  investigações começaram a partir de denúncias de que a dentista armazenava drogas em seu consultório dentário. “A denúncia também dizia que ela contava com o auxílio de “Roni”, que costumava fazer algumas entregas de drogas para ela, além do transporte de armas”, contou a delegada.
A dupla foi autuada por porte ilegal de arma de uso restrito. Marina também foi autuada por tráfico de drogas. “Roni” já tinha antecedentes criminais por receptação.
“Consulta só ano que vem”. Veja o que disse a dentista na reportagem:
tópicos:

Polícia: Casal preso por tráfico de drogas em Santa Cruz

Uma equipe da 9ª DRP com o apoio do GTO (Grupo Tático operacional) de Santa Cruz, em cumprimento a um mandado de busca e apreensão expedido pela Juíza Criminal da Comarca de Santa Cruz, estiveram na manhã desta quinta-feira 13, na residência do casal Jonas Tauili da Silva Nascimento, 21 anos e Vanessa Pereira da Silva, 34 anos, residentes na Rua Tiradentes, S/N, Bairro do Paraíso.

   Os Policias encontraram na residência do casal, maconha e crack, após a ordem de prisão o casal foi conduzido até 9ª DRP, e após serem flagranteados ambos ficaram presos à disposição da justiça. 

TEXTO: O PARALELO