BLOG

BLOG

sábado, 27 de dezembro de 2014

Jipeiros desejam Feliz Natal de forma inusitada

natal-jipeiros


Os amigos do off road encontraram uma forma bem inusitada de desejarem um Feliz Natal aos natalenses. Numa iniciativa do jipeiro Celso Suricato, associado do Jeep Clube-RN e com a parceria de Dangleber Pereira Leite, especialista em GPS e responsável pela cronometragem das provas da Associação, cerca de 300 carros 4x4 foram reunidos para as fotografias.



O evento foi realizado sobre as dunas de Pitangui com a colocação dos carros nos locais marcados eletronicamente para a formação da frase, o que gerou a mensagem inédita, talvez a que reuniu maior numero de carros em todo o País, com esta finalidade.

Com informações de Edipo Natan

Ônibus da banda Cavaleiros do Forró é assaltado no interior de Pernambuco

O ônibus da banda natalense Cavaleiros do Forró foi assaltado por um grupo de homens armados em um distrito do município de Sertânia, Sertão pernambucano, no final da tarde desta sexta-feira (26). O roubo ocorreu por volta das 5h30, na BR-232, nas imediações do KM 300, em Algodões. Além do coletivo da banda, outros carros e um caminhão foram parados pelos assaltantes.

Testemunhas informaram que o grupo era formado por três homens com armas de grosso calibre. Os assaltantes chegaram a disparar contra o ônibus, que ficou com várias marcas de bala. Ninguém ficou ferido.

A ação do grupo foi bastante rápida e objetiva. Os homens sairam de uma mata próxima à rodovia, pararam os veículos e efetuaram os roubos. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) acredita que o alvo do ataque tenha sido o ônibus da banda, pois eles sabiam detalhes de onde o dinheiro estava guardado dentro do coletivo.

Após o ataque, os homens fugiram para a mata próxima à rodovia. A PRF está com três viaturas na localidade fazendo buscas pelos suspeitos. A Polícia Militar também foi acionada e vai ajudar nas buscas. A banda vai prestar depoimentos à Polícia Civil para ajudar nas buscas pelos assaltantes.


Do Jornal do Comércio 

ACIDENTE COM ÔNIBUS DEIXA PELO MENOS 8 MORTOS E 21 FERIDOS NA BR-101

FORÇA POLICIAL 

Um ônibus da empresa São Geraldo, com 31 passageiros e um motorista, que seguia da Bahia para o Rio de Janeiro capotou e caiu em uma ribanceira no quilômetro 249 da BR-101, na Serra, região Metropolitana de Vitória, por volta de 5h30 deste sábado (27). Às 9h, a via foi totalmente interditada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) para a remoção do veículo. Segundo informações preliminares da Polícia Rodoviária Federal (PRF), pelo menos oito pessoas morreram no acidente.
Outras 21 pessoas foram socorridas para o Hospital Jayme dos Santos Neves, na Serra. Entre os feridos, 13 apresentavam ferimentos mais graves, como traumatismo craniano e fratura de fêmur.O ônibus fazia a linha Porto Seguro/Rio de Janeiro. O motorista do coletivo contou que, ao fazer uma curva encontrou um caminhão fazendo uma ultrapassagem indevida. Para não bater, ele jogou o ônibus para o acostamento. Ele não conseguiu parar e o veículo caiu em uma ribanceira de aproximadamente 40 metros de altura. Segundo sobreviventes, as vítimas são artesãos que há três anos viajam juntos. Um passageiro contou que algumas pessoas trabalham como vendedores ambulantes e iriam trabalhar nas festas de fim de ano no Rio de Janeiro. A PRF informou que estão no local equipes da Eco 101, concessionária que administra a rodovia, Serviço de Atendimento Médico de Urgência e Corpo de Bombeiros. O acidente aconteceu nas proximidades do posto da PRF, na Serra, sentido Vitória. Empresa De acordo com a Viação São Geraldo, o ônibus saiu de Porto Seguro às 17h desta sexta-feira (26), com destino à Região dos Lagos, no Rio de Janeiro. A empresa informou que só vai divulgar o nome das pessoas mortas quando o Instituto Médico Legal confirmar os nomes, porque com o acidente, documentos podem se locomover e confundir essa identificação. Funcionários da São Geraldo de Vitória estão no local e outros de Belo Horizonte estão a caminho. Ainda segundo a empresa, todos os passageiros devem seguir para o hospital, pois mesmo que não tenham ferimentos aparentes podem ter lesões internas. * Com colaboração de André Falcão e Rhuani Maia, da TV Gazeta e Jornal A Gazeta









Portal A Desgraça