BLOG

BLOG

sábado, 31 de outubro de 2015

Amontoado de lixo é flagrado em frente ao cemitério público de Jaçanã na véspera do Dia de Finados


Um fato inusitado, que prova um descaso causado pela própria população, foi registrado na manhã deste sábado (31/10) no cemitério Senhor do Bom Fim, na cidade de Jaçanã-RN.
Segundo informações, algumas pessoas que limpavam os túmulos de seus parentes teriam colocado o lixo nas duas portas que dão acesso ao cemitério. O grande detalhe é que a caçamba de lixo estava fixada há menos de 1 metro de onde foi depositado os entulhos.
A limpeza da cidade precisa de dois agentes fundamentais. O primeiro e o principal é a população, e o segundo é o poder público, que deve agir de forma centrada e planejada com ações que a coleta e a destinação final, entretanto, se a comunidade não fizer sua parte, dificilmente o trabalho da prefeitura vai surtir efeito, pois de um lado os garis tentam limpar e do outro a própria população suja.
imagens: GilvanBG
REDE MAIS NOTÍCIAS

Soldado da PM baleado na zona Norte tem morte cerebral confirmada

Por intermédio de sua assessoria de imprensa, o Hospital Walfredo Gurgel confirmou, às 12:30, que o quadro do soldado da Policia Militar do Rio Grande do Norte, Marcos Antonio da Silva, 49 anos, era de morte cerebral. No entanto, a confirmação somente sairia depois da abertura e fechamento de protocolo médico de morte encefálica, o que não tinha ocorrido até aquele horário.
O praça Marcos Antonio da Silva, foi baleado na cabeça, no começo da manhã de sexta-feira (30), no loteamento Nordelândia, na Zona Norte de Natal, ao passar numa bicicleta numa estrada de terra, próximo à linha do trem que liga Natal a Extremoz.
Na rede social Facebook, a filha do policial militar, Gabriella Leão, desabava sobre a tentativa de assalto, que ele sofreu enquanto trafegava com sua bicicleta próximo a linha do trem, em Nossa Senhora da Apresentação: “Meu pai estava indo ver a apresentação na escolinha do meu irmão, sentido Extremoz - Nova natal, quando foi surpreendido por um bandido, o mesmo foi fazer um assalto a mão armada, não se sabe se houve luta corporal, mas eu acabei de ver na televisão, que meu pai se arrastou como um lixo até uma certa distância para pedir ajuda nas proximidades”.
Silva é o sexto policial militar alvejado a tiros num período de 48 dias, na Grande Natal, sendo a quarta vítima que falece em decorrência de tentativa de assalto. Ele servia no 4º Batalhão da PM, na Zona Norte, e tinha 23 anos de corporação.
G1RN