BLOG

BLOG

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Exclusivo: Polícia Civil desvenda homicídio de adolescente e prende três acusados em Barra de Santa Rosa

Exclusivo: Polícia Civil desvenda homicídio de adolescente e prende três acusados em Barra de Santa Rosa

Na manhã desta sexta feira (09), a Polícia Civil de Barra de Santa Rosa, sob o comando do Delegado Décio de Souza Lima Filho, deu cumprimento aos mandados de prisão em desfavor de Gabriela Cordeiro de Souza, José Carlos Silva (vulgo Carlinhos), Joseilton Silva Pereira (vulgo Ita), acusados do homicídio que teve como vítima o adolescente Moisés Silva Alves, de 17 anos, fato ocorrido no último dia 25 de outubro, quando o mesmo foi assassinado á golpes de faca peixeira na Comunidade “Vila Setenta”, naquela cidade. De acordo com levantamentos realizados pela equipe de investigadores, o quarteto iniciou uma bebedeira no final da tarde na residência do pai de Joseilton, no Assentamento Riacho da Cruz, onde ocorrera uma discussão entre a acusada Gabriela e a vítima, de lá os mesmos saíram por volta das 19h00 com destino a uma ponte, na BR 104, saída para Remígio, onde iriam consumir aguardente e maconha, momento em que uma novae discussão, tendo Gabriela sacado uma faca peixeira e desferido cerca de seis golpes em várias partes do corpo de Moisés.

Acusados:
15403076_1050146431798010_700544068_n15424487_1050146421798011_161874997_n15451120_1050146461798007_1119828358_n
Ao perceberem o ocorrido, José Carlos Silva, Joseilton Silva Pereira e Gabriela Cordeiro de Souza se evadiram do local, porém ao chegar em sua casa com as mãos e as vestes sujas de sangue, José Carlos teria comentado o ocorrido com sua esposa que ameaçou delatar o mesmo e seus comparsas, por isso ele teria deixado-a amarrada a um colchão por cerca de oito dias na residência do casal, no Sítio Santa Rosa, também naquela cidade. No dia 07 de novembro, a companheira de José Carlos conseguiu escapar e pedir socorro no posto de saúde próximo a sua casa e a Polícia Militar prendeu José Carlos Silva (vulgo Carlinhos) em flagrante delito por cárcere privado e infringência a Lei Maria Da Penha, estando Carlinhos recolhido á Cadeia Pública de Remígio.
Vitima:
15401301_1050146375131349_380601980_n
Ao ser interrogada a companheira de José Carlos narrou com detalhes o fato, que em seguida foi confirmado pelo mesmo e por Joseilton Silva Pereira. Gabriela negou participação no crime. Os acusados encontram-se recolhidos e estão á disposição da justiça.
Rede Mais notícias

Sem comentários:

Enviar um comentário